pt-br‎ > ‎CRM3D‎ > ‎

Introdução

Imagine como é difícil para um funcionário recém-chegado entender funcionamento de um software complicado e, no primeiro dia, ter que lidar com um cliente irritado e uma tela bagunçada repleta de informações. Agora imagine a dificuldade para uma empresa que tem 1% dos milhões de clientes telefonando diariamente ou indo reclamar pessoalmente. Essa realidade demanda a contratação de um grande número de profissionais, podendo facilmente ir a milhares, só para poder dar o suporte apropriado ao cliente. Talvez não seja preciso imaginar, dado ser este um cenário comum: empresas com ferramentas de Gerenciamento de Relacionamento com Cliente (CRM) precárias.

Milhões de dólares são gastos apenas nos Estados Unidos para implementar softwares em hospitais para que os médicos possam acompanhar seus pacientes. Estudos demostram como há lucro absolutamente zero associado a toda essa "informatização" em cerca de 4 mil hospitais acompanhados na pesquisa. Isso é um gargalo enorme.

Para implementar o SAP, considerado o maior CRM do mundo, são precisos pelo menos seis meses de treinamento. Esse processo é importante e necessário, tanto para as metodologias de ensino quanto ao uso do software. O que é válido. Mas mesmo as operações simples e básicas do SAP também são muito complicadas e exigem algum treinamento também. Sem isso o software se torna quase inútil. Todo esse processo é mais um gargalo.

Por outro lado, muitas soluções baratas de CRM disponíveis no mercado não são suficientes para grande parte das empresas. Elas são muito simples, pequenas e fazem o mínimo para serem úteis. Tendem a se concentrar demais nos aspectos financeiros da empresa e muito pouco no cliente.

Enfim, é fácil para quem já ligou para um serviço de atendimento ao cliente perceber a ausência de uma boa solução para todos nós.

Introduzindo CRM3D TN (nome temporário)

A idéia é criar uma aplicação que vai aproveitar toda a tecnologia disponível. Fazendo um software de imersão que vai ser fácil e envolvedor de usar. Para fazer isso precisamos usar o 3D , bem como a construção de uma Inteligência Artificial capaz de alimentar as tarefas aos usuários. Ela irá otimizar as informações e abrir um setor novo de trabalho no que ele pedirá ajuda dos usuários e aprender com eles. Vamos chamá-los de "alimentadores AI". Eventualmente a ferramenta será capaz de proporcionar bons desafios para os usuários e nós poderemos até ser capazes de, em alguns casos específicos, pedir a ajuda de colaboradores voluntários da internet dispostos a participar da experiência.

A interface 3D existirá inicialmente para duas coisas: os alimentadores AI, e qualquer operador do sistema, a exemplo do atendente. Será excelente para vizualizar os dados de forma muito rápida. Por exemplo, cada cliente pode ter uma identidade visual e objetos ligados a eles. Assim basta clicar e ver o que é relevante. Quando ver o próximo cliente, objetos semelhantes terão cores e formas semelhantes, fácil de associar. Mais tarde a geometria simples se tornará mais natural, conforme o sistema cresce, transformando-os em avatares baseados em fotos e assim por diante.

Tudo isso será complementado com o interfaces 2D simples, rápidas e triviais. Esta será uma solução completa de CRM, mas não a princípio.

O Plano, Custos e Riscos

Planejamos capturar o investimento do cliente dentro dos primeiros 6 meses e desenvolver 2 produtos em paralelo. O primeiro será uma AI simples para resolver um problema imediato arbitrário, como por exemplo filtrar e-mails de forma inteligente. O segundo será o CRM3D. Ambos aprenderão e ensinarão um ao outro automaticamente. O custo para esta "fase zero" e o primeiro produto é calculado em cerca de U$30 mil.

Resultados financeiros do produto principal começarão a surgir apenas no quarto ano. E no quinto poderá haver já algum retorno do investimento inicial, calculado em cerca de U$3 milhões no total (convertido a partir de R$ hoje). O crescimento para o 6º ano é exponencial e, em um cenário ideal, poderá atingir uma percentagem significativa de todo o mercado em mais dois anos.

O produto final deverá ser vendido com base na renda do cliente. Uma versão mais barata estará disponível com base no tamanho do cliente, ou seja, número de empregados. Haverá três fases. Na fase final será necessário um investimento para distribuí-lo dado que os primeiros 60 dias serão sempre disponíveis como um teste gratuíto. Nesta fase, para ajudar a propagação, o sistema deve se integrar com outros sistemas de CRM, mas trabalhando de forma independente. Isso também vai ajudar a aprender com o que já tem no mercado.


Em suma, este é um projeto ambicioso e esta será a nossa primeira empreitada. Somos uma pequena equipe pessoas altamente especializadas que sabem como planejar e executar o desenvolvimento de software, arte e design muito bem e estamos dispostos a vencer todos os desafios.
Subpages (2): Interface Plano
Comments